ARQUIVO AREAL



Arquivo Areal em Pelotas
Exposição marca a doação da documentação de 13 anos do projeto em arte contemporânea Areal ao MACRS

O Projeto Areal apresenta em Pelotas (RS) a exposição Arquivo Areal, que marca a doação dos registros das ações desenvolvidas pelos artistas André Severo e Maria Helena Bernardes ao longo de 13 anos ao Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul – MACRS. A mostra terá abertura no dia 9 de dezembro, às 19h, no Casarão Nº 6, em Pelotas, com visitação até 13 de março de 2015.

Arquivo Areal é um projeto desenvolvido pela Arena – Associação de Arte e Cultura. Vencedor da 6ª edição do Prêmio Marcantonio Vilaça (2013) – que visa o fomento às investigações práticas e teóricas no campo das artes visuais –, garantiu a organização dos arquivos das ações realizadas durante o projeto e a compilação de um conjunto de vídeos, fotografias e textos que está sendo doado ao MACRS e que agora tem sua primeira exibição pública em Pelotas. A doação do Arquivo ao MACRS também garante que pesquisadores, educadores e estudantes tenham acesso a seus documentos numa instituição da maior importância para o entendimento da arte contemporânea local.

“O reconhecimento à contribuição do Projeto Areal ao cenário da arte contemporânea brasileira, expresso pela concessão do Prêmio Marcantonio Vilaça, contribuirá ainda para suprir uma lacuna de nossa instituição, sistematicamente orientada por uma forte política colecionista estatal que permite a incorporação de valiosas obras de arte, adquiridas ou doadas ao museu”, afirma André Venzon, diretor do MACRS.

Criado no ano de 2000 por André Severo e Maria Helena Bernardes, Areal é um projeto em arte contemporânea cujo principal objetivo é levar a público trabalhos artísticos e publicações dificilmente viabilizados em âmbito institucional. Desenvolvido a partir de discussões realizadas durante uma série de viagens de seus autores pelo Rio Grande do Sul, toma, da paisagem da metade sul do estado, a imensidão de campos, água e areia como símbolo dos limites cada vez mais imprecisos da arte como disciplina na atualidade. De Areal partem os meios para que se realizem investigações intensivas e a proposta de uma veiculação do pensamento humanístico sem mediação, resgatando, a um primeiro plano, a experiência direta entre artista, autor e público.

Para Maria Helena Bernardes e André Severo, o Projeto Areal possibilita entrever a experiência de produzir arte sob uma perspectiva pela qual museus, cidades e praias esquecidas integrem um organismo que não pode se desprender em pedaços. “A doação do acervo do projeto ao MACRS, nas condições propiciadas pelo Prêmio Marcantônio Villaça, depõe sobre esse processo de interlocução com as instituições”, afirmam os artistas.

Arquivo Areal é uma realização do Ministério da Cultura, Funarte, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Secretaria de Estado da Cultura e Arena – Associação de Arte e Cultura. Conta com o Apoio da Prefeitura Municipal de Pelotas.

SERVIÇO
Exposição: Arquivo Areal
Abertura: 9 de dezembro, às 19h.
Visitação: até 13 de março de 2015, de segunda a sexta, das 13h às 18h.
Local: Casarão Nº 6 (Praça Coronel Osório, 6, Pelotas – RS)
Agendamento para grupos: pelo telefone (53) 3225.8355