Projeto Gravando 12 x14 em Bagé




PROJETO GRAVANDO 12 X 14

O Estado do Rio Grande do Sul possui uma reconhecida tradição em gravura o que a faz respeitada no cenário brasileiro e internacional.  Ações de grupos e instituições até hoje constroem este cenário. Em 1948, o artista Danúbio Gonçalves, que percorreu todas as fases que contam a história da gravura no Rio Grande do Sul, foi um dos fundadores do grupo de Bagé, importante coletivo de artistas que registrava a temática regional com proposta social. Anos depois, foi diretor do Atelier Livre da Prefeitura de Porto Alegre inaugurando a nova sede no Centro Municipal de Cultura, onde um grupo de gravadores e alunos se reunia nas suas oficinas para discutir propostas de vivências coletivas de arte e intercâmbio cultural. Surgiu assim, o Núcleo de Gravura do Rio Grande do Sul, com o propósito de ajudar a divulgar e valorizar a produção local. Os clubes de gravura no estado incentivaram a criação de outros grupos no Brasil e exterior. O Projeto Gravando 12 x 14 convida o público a passear por diversas técnicas da gravura apresentados através dos artistas aqui presentes, construindo um diálogo entre gerações. Mesmo não tendo como reunir em um só momento todos que integram esta história, a mostra contempla em grande parte este cenário. Em um mosaico de imagens, diversos artistas brasileiros se misturam formando um panorama contemporâneo da gravura brasileira. Sem dúvida, uma exposição para ficar gravada na memória.

                               Curadoras Cris Rocha, Graziela Salvatori e Kika Levy.